Metaverso e o futuro interativo das redes sociais

Imagine um universo virtual onde seres humanos poderão interagir entre si por meio de avatares digitais. Essa realidade fictícia já está sendo estudada e desenvolvida a partir de tecnologias atuais, como a realidade aumentada, redes sociais, realidade virtual, criptomoedas, etc. Mas o que significa Metaverso? E por que tem se discutido muito a respeito deste futuro baseado em outras realidades?

A definição mais simples de Metaverso atualmente tem sua referência em um ambiente on-line sendo compartilhado por diferentes pessoas ao redor do globo, onde várias tecnologias são utilizadas, a partir da realidade virtual que permite uma imersão do usuário através de um avatar digital. Será possível fazer qualquer atividade neste mundo virtual, desde trabalhar, jogar, fazer compras, estudar, viajar e se divertir. Considerado o próximo “capítulo” da Internet, o Metaverso já está sendo sondado por empresas tais como Microsoft, Roblox e Facebook, que recentemente mudou o nome para Meta. Investimentos pesados já estão inclusive sendo realizados por estas empresas e muitas outras que sinalizaram apreço pela nova perspectiva de uma plataforma de interação mais realista e conectada.

No futuro das redes sociais, ou Metaverso, nós seres humanos poderemos reproduzir muitos aspectos de nossas vidas. Indo além de conteúdos, pois uma das premissas deste universo virtual é a possibilidade de ter uma interação muito mais densa e real com eventos, marcas, indivíduos, influencers, amigos e família. Como exemplo, imagine que você tenha um avatar no Metaverso e queira assistir a uma peça de teatro. O ingresso da peça é pago com criptomoeda. Você fará todo o procedimento on-line a partir do avatar, sem precisar desconectar em nenhum momento. A velocidade como tudo isso acontecerá, será sem dúvida um dos pontos positivos, pois que hoje a maioria das pessoas já não tem mais paciência de aguardar em filas, não querem ou não gostam de se deslocar até o local do evento e também a preocupação com relação a segurança. Depois da Pandemia, as pessoas mudaram e muito seus hábitos e passaram a ficar mais tempo dentro de suas residências. Por um lado, o Metaverso surge como uma solução para que as pessoas possam ter mais comodidade, mas por um outro lado, todas elas perderão de pouco em pouco o fator humano nas relações sociais, que é de estar presencialmente, interagindo com outros seres humanos, de maneira natural, juntamente com o meio ambiente e a natureza.

No meu ponto de vista, o Metaverso pode ser entendido como um sistema inteligente e artificial que manipula a mente das pessoas e cria a ilusão de um mundo real, ou basicamente um conceito semelhante ao de Matrix. No filme de ficção científica muito aclamado pela crítica e lançado em 1999, o personagem principal (Neo) interpretado por Keanu Reeves é um jovem programador atormentado por estranhos pesadelos nos quais está conectado por cabos a uma imensa inteligência artificial controlada por máquinas em um futuro pós-apocalíptico. À medida que os sonhos e pesadelos se repetem, Neo começa a questionar a sua realidade, suas relações pessoais e o seu trabalho. Quando finalmente encontra os misteriosos Morpheus e Trinity, ele descobre que é vítima da Matrix, um sistema altamente sofisticado e robótico desenvolvido para escravizar a raça humana, criando a ilusão de um mundo real enquanto usa os cérebros e corpos dos indivíduos para produzir energia.

Texto escrito por: Felipe Oliveira (Consultor de Comunicação e Marketing –  Oliveiras Consultoria & Marketing)

Publicidade