YOUTUBE, FACEBOOK, INSTAGRAM, LINKEDIN… QUAL REDE SOCIAL FAZ SENTIDO PARA PROMOVER O SEU NEGÓCIO?

           

Hoje em dia, com tantas redes sociais disponíveis para divulgar e promover o seu negócio fica até difícil de identificar aquelas que realmente irão gerar resultados positivos em suas ações de marketing e comunicação on-line, não é mesmo? A verdade é que você precisa estar presente no dia a dia de seus clientes, mas como fazer isso de maneira autêntica, responsável, profissional e sem comprometer o relacionamento com o seu público-alvo? A resposta pode estar na maneira como o seu público-alvo consome o seu conteúdo.

A primeira etapa é justamente identificar onde o seu público está. Para isso, você precisará entender a fundo as reais características dele. São mais homens? São mais mulheres? Qual é a faixa etária predominante? Quais são seus hobbies? Quais são suas preferências? Qual é o grau de escolaridade? Onde ele ou ela reside? E por aí vai. A criação de uma “Persona” é um processo importante nesta etapa que irá lhe ajudar a ter um olhar mais preciso do seu potencial cliente e/ou consumidor. Inclusive neste processo você já estará identificando também em qual rede social, ele ou ela está mais presente. Muitos empreendedores, empresários, donos de negócio, etc, não levam isso em consideração e acabam criando perfis comerciais em todas as redes sociais, sem sequer prestar a atenção se o seu público-alvo literalmente está ali. Por isso, é preciso literalmente fazer este dever de casa, antes de começar a promover ou realizar qualquer ação on-line de sua empresa nas redes sociais.

Sabemos que cada pessoa em qualquer lugar no mundo tem gostos individuais. Algumas pessoas gostam mais do Facebook, enquanto outras gostam mais do Instagram. Por mais que hoje em dia as duas plataformas sirvam para o mesmo propósito, mas isso também é válido para os donos de empresas, que estão por trás das páginas comerciais de seus negócios. Infelizmente, vejo muitos deles envolvendo o lado pessoal nesta questão e escolhendo essa ou aquela rede social, porque gosta mais e/ou possui ali seus amigos, familiares, etc. Isso é um erro. A marca, a empresa em si, não pode ter “gostos individuais”. Ela precisa estar onde o público que gosta dela vai estar. Independentemente se a rede social não combina muito com o serviço e/ou produto da empresa. É preciso criar estratégias e planos inteligentes para manter a atenção constante do público, de maneira fiel, que estará consumindo todos os conteúdos e mantendo essa forte relação com a marca e/ou empresa. Vou dar um exemplo: Se a sua empresa presta serviços de limpeza, passadeira e cozinheira na cidade, podemos supor que o público mais relevante sejam as mulheres, que trabalham fora durante toda a semana, e precisam deixar a casa organizada. Mostrar os diferenciais de seus serviços no Instagram, através de parcerias com influenciadores digitais pode ser uma boa estratégia para alavancar mais visualizações e aumentar as solicitações de contratos. Influenciadores digitais tem um poder de influenciar determinados públicos com suas técnicas baseadas em ferramentas do próprio Instagram. O que deixa mais autêntico e verdadeiro essa abordagem. Para cada tipo de negócio existe esta dinâmica. Outro exemplo que posso ressaltar aqui é o da oficina mecânica. Para este tipo de negócio em específico, o Youtube pode ser a melhor opção para promover os serviços da mesma. Sabemos que muitos usuários de Internet estão presentes na plataforma, buscando dicas, ideias e até mesmo uma ajuda para consertar seus veículos. O formato vídeo do Youtube possibilita essa aproximação com o público-alvo, que no caso da oficina mecânica, em sua grande maioria são homens.

 Saber identificar de verdade o seu público e a rede social ideal para o seu negócio só trará benefícios positivos para a sua empresa, gerando os melhores resultados em suas ações estratégicas. E, caso tenha dificuldades com tudo isso, sempre recorra aos profissionais especialistas em redes sociais e nas áreas de Marketing e Comunicação, que poderão te auxiliar, em tudo o que necessitar. Na relação empresa x público nas redes sociais não podem existir amadorismo. É preciso se posicionar de maneira competente e fazer um trabalho relevante. O investimento em tudo isso valerá muito a pena.

Texto escrito por: Felipe Oliveira (Consultor de Comunicação e Marketing –  Oliveiras Consultoria & Marketing)