Coronavírus: O mundo pede socorro

imagem-coronavirus

Não podemos desmentir que a epidemia do novo Coronavírus está gerando pânico, medo, desespero, angústia e ansiedade em todo o mundo. Particularmente eu nunca vi uma coisa dessas. É de longe, uma das piores crises que a humanidade já enfrentou e está enfrentando. Nas últimas duas semanas, os prejuízos causados por esta pandemia já ultrapassaram a casa dos bilhões de dólares ao redor do globo. E já está sendo calculado um prejuízo ainda maior nos próximos meses. Bolsas de valores em queda, mercados desestabilizados, empresas fechando as portas, setores da aviação e turismo em colapso e o pior de tudo isso, os índices de mortes por conta do vírus não param de aumentar. O desafio das autoridades é gigante. Fazer com que as pessoas fiquem em suas casas, principalmente os grupos de risco é um verdadeiro dilema, pois que não se sabem ao certo qual será o tamanho da propagação do vírus e se existirá um contingente de médicos, enfermeiros e profissionais da saúde para dar conta do recado. O sistema de saúde do Brasil é um dos piores do mundo inteiro. Todos nós sabemos disso. Se a contaminação afetar grandes centros urbanos e também as periferias, será um verdadeiro caos nas unidades de saúde.

Será preciso um esforço enorme das pessoas em se prepararem para a pior das hipóteses, que é o que houve na China e está acontecendo na Itália. No primeiro país, o Coronavírus já está controlado, mas ainda gera preocupação, pois que pesquisas e estudos estão sendo realizados a fim de entender a estrutura deste novo vírus. Como ele foi gerado? Como foi introduzido na raça humana? Ninguém sabe ao certo responder estas questões. No segundo, as mortes já atingiram mais de três mil pessoas. Um número próximo ao da China (mais de três mil e duzentos mortos), país onde a pandemia se alastrou. A situação de calamidade pública está presente em diversos outros países, que decidiram fechar as suas fronteiras e estão se preparando para mais casos confirmados. Só que agora de contaminação comunitária, que ocorre entre pessoas do mesmo país.

No meio disso tudo, eu não me iludo e mantenho a minha serenidade, equilíbrio e otimismo. Temos que ser realistas diante da situação, pois é muito grave. Mas temos que entender que a pandemia é transitória. Podemos até fazer um comparativo do Tsunami (a onda monstruosa), que afetou a Indonésia em 2004. As pessoas não tinham noção do que viria a acontecer anos depois, quando o país entrou em uma forte crise financeira, desestruturando toda a cadeia produtiva do país e amargando-o em uma recessão terrível, mesmo com todas as ajudas vindas de outros países. Voltando para a nossa realidade, teremos também um “pós-Coronavírus” que, infelizmente será muito pior que a situação que estamos vivendo no momento. Por isso, temos que nos preparar ao máximo para o que ainda há de vir por conta de toda esta pandemia. Estamos ainda no começo da “onda”. Ela terá o seu ápice em torno de 20 a 30 dias e depois vai diminuir.

O mundo pede socorro. Nós temos que nos unir, ajudar um ao outro e mais do que tudo, aproveitar este momento em nossas casas para pesquisar, estudar, planejar e praticar novos costumes. Priorize as boas ações, novos hábitos saudáveis, as novas idéias e principalmente, novas estratégias, seja para o seu negócio ou para a empresa em que trabalha. Se você é empreendedor, empresário, profissional autônomo ou empregado, saiba que estamos todos no mesmo barco. Esqueça a palavra férias. Agora é a hora de termos muita fé, positividade, estrutura, equilíbrio e inteligência emocional para não nos abalarmos e mantermos firmes com um olhar para o futuro, para as novas gerações, para o cuidado e preservação do meio ambiente, dos animais e das nossas famílias, que são o bem mais valioso em todo o mundo. Parafraseando C.S.Lewis: “Dificuldades preparam pessoas comuns para destinos extraordinários”.

Texto escrito por: Felipe Oliveira (Consultor de Comunicação e Marketing – Oliveiras Consultoria & Marketing)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s