VOCÊ ESTÁ PREPARADO(A) PARA A TRANSFORMAÇÃO TECNOLÓGICA?

imagem-tecnologica

 

Ao passo que as industrias vão sentindo o impacto do desenvolvimento tecnológico, a sociedade como um todo também percebe os reflexos no dia a dia, seja na redução da jornada de trabalho, na diminuição das ofertas de empregos, das dificuldades de manter um negócio ativo, na obtenção de lucratividade, e uma série de outros fatores que estão mudando drasticamente todos os setores do mercado. A crise econômica também é um reflexo negativo das transformações tecnológicas, pois que diariamente muitas e muitas pessoas, no mundo todo, estão perdendo suas funções para sistemas automatizados. Em outras palavras, para os robôs.

Estudos estão sendo feitos e já estão comprovando que inúmeras ofertas de emprego vão deixar de existir. Até 2025 funções tais como Operador de telemarketing, Subscritor de seguros, Agentes de crédito, Operador de caixa, Digitalizador de documentos, etc, podem deixar de existir por conta da tendência de automação e da simplificação dos processos nos meios digitais. E acredite se quiser, até a função de Árbitro de partidas desportivas está com seus dias contados. Com a introdução da tecnologia nos esportes para fins de apuração de resultados, tais como o VAR (Árbitro de vídeo), não haverá a necessidade de existir um Árbitro de carne e osso.

A verdade é que muitas transformações tecnológicas já estão ocorrendo. A mudança de paradigma está afetando diversos setores. O que vimos até agora é só o início de todo um processo complexo, pois que não é somente o problema da falta de profissões, mas também desmaterialização de produtos e serviços que passarão a existir no universo digital. E o próximo passo depois disso tudo será a unificação das inteligências artificiais que se basearão em volumes gigantescos de dados (Big Data), que inclusive irão alimentar estas inteligências. O setor financeiro já saiu na frente e está utilizando alguma destas tecnologias a favor de seus interesses. Não é de se espantar a cada dia surgir um aplicativo com todas as funções de um banco convencional, só que na palma da mão do usuário. Isso já está acontecendo e o mais assustador disso tudo é que estamos ficando cada vez mais confinados e obrigados a utilizar nossos smartphones, a todo o momento para resolver todos os tipos de tarefas. Com o advento da Internet das Coisas, tudo será controlado a partir dos dispositivos móveis e programados de acordo com a necessidade dos usuários. É bem provável que teremos microondas, geladeiras e fogões tão inteligentes que ao apresentarem falhas de funcionamento, os próprios sistemas internos destes aparelhos farão reparos, afim de consertá-los e reutilizá-los.

Para que possamos enfrentar as transformações tecnológicas da melhor maneira possível, uma das melhores soluções de lidar com tudo isso é investindo em formação especializada, que entenda essa nova dinâmica. Infelizmente no Brasil formamos muitos menos profissionais de áreas de ciências, tecnologia, engenharia e matemática do que precisamos. Estima-se que até 2022, a indústria vai criar algo em torno de 450 mil vagas na área de tecnologia da informação. Mas somente 250 mil profissionais estarão formados até lá. A diferença de 200 mil profissionais é muito grande, e provavelmente não vamos conseguir suprir isso. Se fizermos um comparativo com a China, de oito milhões de pessoas formadas, em torno de cinco milhões estão nessa área. É uma baita diferença. O nosso país está muito defasado. É um problema que precisa ser resolvido o quanto antes.

Sendo assim, as transformações tecnológicas devem prover a cada dia, novas resoluções de problemas para um mercado em constante evolução, de maneira sucinta e pragmática, criando novas possibilidades ao negócio, sempre orientada pela visão do cliente, que está no centro de tudo. Com isso, a transformação tecnológica deve utilizar não só a área de tecnologia, engenharia e matemática, mas também toda a cadeia de valores para criar a cada momento serviços e produtos a fim de suprir uma necessidade que virá com as novas gerações. Já dizia o visionário Steve Jobs: “A tecnologia move o mundo”.

Texto escrito por: Felipe Oliveira (Consultor de Comunicação e Marketing – Oliveiras Consultoria & Marketing)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s